“As pessoas que resolviam as coisas em geral tinham muita persistência e um pouco de sorte. Se a gente persistisse o bastante, a sorte em geral chegava. Mas a maioria das pessoas não podia esperar a sorte, por isso desistia.”

Charles Bukowski. 
“E a felicidade é tão insistente que todos os dias ela bate em sua porta e só você não vê. Ela, todo santo dia te convida para sair dessa tristeza, desse mau humor, mas você prefere ficar aí amorfo. Quando é que você irá compreender que ela é tudo em sua vida? Que ela é mais do que aquela pessoa que te fez sofrer, chorar… Levante daí e viva porque a vida é uma só, não somos gatos, faça valer a pena enquanto é tempo. Desafie você mesmo a ser feliz todos os dias para que tristeza nenhuma te abale. Grite, pule, sorria, seja você! Se ame mais, se namore mais, procure pensar mais um pouquinho nessa pessoa que só quer o seu bem: você mesmo. Porque ela é a única pessoa que não te julga, recrimina, só depende de você. Faça do seu “eu” moradia eterna e apaixone-se infinitamente. Quer uma dica? Quando comecei a me amar mais, a gostar mais de mim, a ver que eu sou mais importante do que todas as outras coisas que só me faziam mal, eu vi que nada supera o amor-próprio, esse sim não me desapego e não me esqueço nunca. Portanto, levante-se, viva, esqueça essa tristeza que assola, dance como queira, não importe-se com os outros. Os outros são só os outros, é só.”

Túlio Santos. Felicidade e amor-próprio.
“Não perde ela cara. Não perde porque você sabe que é dela que precisa. Não perde porque mesmo com essas marras é ela que te faz sorrir. Não perde porque sem ela cara, você não é nem metade do que é.”

Confissões de uma bêbada. 
“E a felicidade é tão insistente que todos os dias ela bate em sua porta e só você não vê. Ela, todo santo dia te convida para sair dessa tristeza, desse mau humor, mas você prefere ficar aí amorfo. Quando é que você irá compreender que ela é tudo em sua vida? Que ela é mais do que aquela pessoa que te fez sofrer, chorar… Levante daí e viva porque a vida é uma só, não somos gatos, faça valer a pena enquanto é tempo. Desafie você mesmo a ser feliz todos os dias para que tristeza nenhuma te abale. Grite, pule, sorria, seja você! Se ame mais, se namore mais, procure pensar mais um pouquinho nessa pessoa que só quer o seu bem: você mesmo. Porque ela é a única pessoa que não te julga, recrimina, só depende de você. Faça do seu “eu” moradia eterna e apaixone-se infinitamente. Quer uma dica? Quando comecei a me amar mais, a gostar mais de mim, a ver que eu sou mais importante do que todas as outras coisas que só me faziam mal, eu vi que nada supera o amor-próprio, esse sim não me desapego e não me esqueço nunca. Portanto, levante-se, viva, esqueça essa tristeza que assola, dance como queira, não importe-se com os outros. Os outros são só os outros, é só.”

Túlio Santos. Felicidade e amor-próprio. 
“- Como você se sente ?
- Na maioria das vezes sozinha.”

“Não gosto quando alguém diz que tenho que fazer isso ou aquilo. Eu sei o que precisa ser feito, eu tenho o domínio da minha vida, eu sei o que aceito e o que não me desce pela garganta de forma alguma. Eu, eu, eu. Isso mesmo. De vez em quando a gente precisa se posicionar, encarar os fatos de frente e fazer um raio-x criterioso do que se passa lá dentro. É que ninguém enxerga o nosso avesso.”

Clarissa Corrêa.