“Você tá distante e dessa vez eu não tô falando de quilômetros…”

Vinícius Kretek.  
“Lembranças são assim mesmo, você não faz questão de lembrar, mas no fundo, também não quer esquecer.”

Clara Brandão 

Elisa,

as revistas lhe dão dieta, preços de espartilhos, cintas, maquiagem, dicas de como chupar melhor, como conquistar aquele filho da puta que passa a imagem de ser algo que não é. Lhe dão o poder de voto, a propaganda política, mas você escolhe ficar com a bunda no sofá, ignorando a racionalidade e fingindo que seu sentimentalismo barato vai mudar o mundo. A vida não é só isso.

Fui pra qualquer lugar.

ruas

Nota cinquenta e seis

Enquanto a distância
constrói muros

eu tento te fotografar
com as palavras
que digo.

“Meu amor, se o passado fosse bom mesmo ele não ficaria para trás.”

Bianca Menezes.   

Eram dois pássaros brincado no telhado
piavam e cantavam
mesmo no desequilíbrio
quando o salto parecia dar errado
Piavam
do jeito mais bonito que eu já vi.

E a liberdade
eu senti
foi feita para o pássaro
Mesmo que o mundo seja uma grande gaiola
com outras centenas de gaiolas dentro dele
Ainda que
a possibilidade de cair nas armadilhas
perseguem o voo do pássaro por toda a vida
Isso não me impede
de achar a vida do pássaro
Entre tantas coisas
das mais belas que vi
Até aqui.


— sobre viver e ser pássaro 
“Vejo meu futuro no horizonte, bem adiante. A brisa leve e suave me acalma, o som do mar me conforta, o barulho das ondas ao bater forte mostra que a vida segue, que a gente segue, batendo e apanhando, indo e vindo entre erros e acertos dessa caminhada. São mízeros segundos que me fazem recuperar anos que perdi dentro de mim mesmo, e me trazem a tona. É como machucar as asas, recuperar as forças e voltar a voar.”

Rick

quando o sol nasce, brota uma dor na calçada da noite mal passada, dá fome que fica e não vai, a lua que outrora chorosa observava calada a criança na calçada alumiada, chorar no silêncio a dor do relento. os olhares pesados a poe rente ao meio-fio, rente juntinho ao lixo que muitos não identificam a inocência perdida que alma saliva pra comer. queira deus que no próximo alinhamento dos planetas essa dor vá embora encontre seu ninho, seu seio, seu lar.

m.